Olá, Pessoal!

Novo post da série “Analisamos o Programa Detalhado da CPA-10 por Grande Tema” para você ser aprovado agora! Neste artigo, vamos analisar o segundo Grande Tema: Ética, Regulamentação e Análise do Perfil do Investidor, que está recheado de conceitos importantíssimos, tanto para a prova quanto para sua aplicação prática no dia-a-dia da oferta de produtos de investimento, pois se relacionam com outros Grandes Temas! Vale a pena ler!

O Grande Tema Ética, Regulamentação e Análise do Perfil do Investidor está dividido em:

  • Códigos de Regulação e Melhores Práticas da ANBIMA (sentiu que já começa pegando pesado?);
  • Prevenção Contra a Lavagem de Dinheiro (uau!);
  • Ética na Venda (sim!); e
  • Análise do Perfil do Investidor.

Percebeu a importância, né? O Grande Tema representa entre 5% e 10% da prova, ou seja, você pode esperar por quatro ou cinco questões sobre esses assuntos. Por conta disso, vale a pena dedicar pelo menos 3 horas de estudo, considerando 30 horas de estudo para o Exame CPA-10 no total! Os assuntos abordados são de dificuldade média, pois pressupõem-se que quem já atua em bancos adotada essas práticas em seu dia-a-dia. Se você ainda não é bancário/bancária, mas pretende trilhar este caminho, alguns assuntos podem ser novidade! Dito isso, é hora de analisar esse Grande Tema!

(Se você perdeu o post em que analisamos o Edital da Prova, clique aqui e aproveite para conferir o passo-a-passo para a inscrição que colocamos lá! E para ler o primeiro artigo da Série “Analisamos o Programa Detalhado da CPA-10”, em que apresentamos a série e analisamos o primeiro Grande Tema – Sistema Financeiro Nacional, é só clicar aqui!)

ÉTICA, REGULAMENTAÇÃO E ANÁLISE DO PERFIL DO INVESTIDOR

O segundo Grande Tema proposto pela ANBIMA no Programa Detalhado do Exame de Certificação CPA-10 traz bastante semelhanças com o Grande Tema anterior, pois também busca refletir a postura necessária para que o atendimento ao cliente seja feito com QUALIDADE, TRANSPARÊNCIA e ADEQUAÇÃO AOS OBJETIVOS DO INVESTIDOR. Para tanto, o Grande Tema aborda os Códigos ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas (Fundos de Investimento e Distribuição de Produtos de Investimento no Varejo), Prevenção à Lavagem de Dinheiro, Ética e Análise de Perfil do Investidor.

Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para Fundos de Investimento

Em primeiro lugar, é necessário que você leia atentamente o Código. Sim, é MUITO importante. A partir da leitura é possível analisar e compreender os itens que a ANBIMA indica no programa:

  • propósito e abrangência;
  • princípios gerais, documentos e informações de fundos;
  • material de divulgação e material técnico;
  • marcação a mercado (MaM);
  • Serviços (administração, gestão e distribuição);
  • e Suitability.

Destes pontos, os mais importantes são:

(1) saber diferenciar as atribuições de cada um dos prestadores de serviço (administração, gestão e distribuição);

(2) conhecer a Marcação a Mercado e como ela colabora para a governança no mercado de fundos (o processo consiste em precificar, diariamente, todos os ativos que compõem a carteira do fundo, evitando que haja transferência de riqueza entre os cotistas, falaremos mais sobre isso no artigo com de análise do Grande Tema Fundos de Investimento); e

(3) Suitability, que nada mais é que a importância de analisar o perfil do investidor antes de oferecer um fundos de investimento a ele – note que esse ponto está diretamente ligado à Análise de Perfil do Investidor, também parte deste Grande Tema.

Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas na Distribuição de Produtos de Varejo

Como não custa nada repetir, como o assunto é um Código da ANBIMA, mais uma vez, é imprescindível que você leia o código! Os pontos que a ANBIMA cobra na prova de CPA-10 são bastante semelhantes aos que são cobrados a respeito do Código de Fundos:

  • propósito e abrangência;
  • princípios gerais;
  • exigências mínimas, publicidade e divulgação de produtos de investimento; e
  • dever de analisar o perfil do investidor (API).

Não tem erro! O mais importante aqui é entender o que o objetivo do Código, quais produtos ele abrange, quais são os requisitos do investimento e a importância de analisar o perfil do investidor antes de ofertar produtos de investimento. Este Código tem reflexo absoluto no dia-a-dia da oferta de investimentos! Conhecê-lo é uma oportunidade para aprimorar a prática profissional! Aproveite! 🙂

Prevenção a Lavagem de Dinheiro

Apesar de fazer parte da rotina diária de muitas pessoas que trabalham em bancos, os procedimentos para a Prevenção a Lavagem de Dinheiro também trazem dificuldade para alguns candidatos à certificação. É importante compreender em que consiste o crime de Lavagem de Dinheiro, quais são as fases em que ele está estruturado, quais informações do cliente devem ser colhidas e como elas auxiliam na identificação de transações suspeitas, quais são as situações em que é obrigatório comunicar às autoridades pertinentes (inclusive, saber quais são elas e quais informações devem ser fornecidas a cada uma) transações automáticas e suspeitas, e quais são as responsabilidades assumidas pela instituição financeira dentro deste processo, além, é claro, de como o crime é combatido e punido. Fique de olho! Este costuma ser um tema que rouba alguns pontos dos candidatos!

Ética na Venda de Produtos de Investimento

Neste ponto, a ANBIMA cobra que o candidato conheça o conceito de Venda Casada e como ele deve ser evitado e a necessidade de oferta de produtos alinhados à idade, horizonte de investimento, conhecimento do produto e tolerância ao risco do cliente, ou seja, seu perfil de investidor, antes de ofertar um produto. Apesar de não constar explicitamente neste ponto do Programa Detalhado da CPA-10, o Código de Certificação traz os Princípios Éticos que devem ser seguidos pelos profissionais certificados: recomendo que você leia e compreenda bem quais são, além de ser capaz de associá-los à prática do dia-a-dia, como, por exemplo, qual princípio ético é ferido no caso de uma venda casada, pois eles costumam ser cobrados na prova!

Análise do Perfil do Investidor (API)

Um dos assuntos mais importantes da prova, não apenas por sua presença garantida nas questões, como também porque é extremamente importante na prática diária. A Análise do Perfil do Investidor busca avaliar alguns critérios previamente definidos pela CVM na Instrução 539/13 como nos Códigos ANBIMA, como vimos nos itens acima. O ponto mais importante é compreender a importância da API, quais critérios ela deve considerar, como eles se relacionam na formação do perfil do cliente e como os produtos oferecidos devem estar ajustados a estes requisitos. Compreendendo esses aspectos, as questões se tornam moleza! Trabalhei na implantação do processo de API entre 2009 e 2010 em fundos de investimento e, posteriormente, na expansão da análise para os demais produtos de investimento da instituição e foi um processo enriquecedor do ponto de vista de compreender a psicologia do investimento e como os investidores compreendem a relação risco e retorno. É importante que você seja capaz de fazer o mesmo, afinal, viu quantas vezes a Análise do Perfil do Investidor é mencionada no Programa Detalhado do Exame de CPA-10 até agora? Pois é! Vale a pena!

Com este tópico, finalizamos a análise do Grande Tema Ética, Regulamentação e Análise do Perfil do Investidor que tem por objetivo aferir o conhecimento dos candidatos sobre os princípios que garantem um atendimento de qualidade, transparente e alinhado aos objetivos do cliente! Lembra-se sempre desse objetivo, tanto no momento da prova (pois pode te ajudar a garantir alguns pontos a mais), como no atendimento aos seus clientes! Este é seu compromisso enquanto profissional certificado! 🙂

Continue ligado nos conteúdos extraordinários que compartilho para te ajudar a ser aprovado na prova de CPA-10, assine nossa lista!

Por hoje é só, pessoal!

Thaís Felix

Thaís Felix

Professora e Fundadora da Escola Prospera em Escola Prospera
Sou licenciadapela USP, pós-graduada em Mercados Financeiros pelo Mackenzie e atualmente curso Especialização em Gestão Empreendedora no SENAC. Atuei durante 12 anos no Mercado Financeiro, em uma das 4 maiores administradoras de fundos de investimento do Brasil.
Thaís Felix